COmpre pelo Whats

Novidades / Artigos

Reforço e proteção anticorrosiva de tubulações

19.04.2017

Quando canalizações de metal sujeitas à agressividade constante em um determinado meio (água, solo, vapor ácido ou outro), é usual que um processo de corrosão se inicie. A corrosão, localizada num substrato, ocorre a uma taxa que irá depender de uma série de fatores, tais como as áreas das tubulações expostas e a condutividade do meio. Tal corrosão ocorrerá principalmente na região da junção de tubulações e/ou peças especiais com maior quantidade de juntas.
Canalizações enterradas, ou não, utilizadas no transporte de gás, petróleo, derivados de petróleo, minério, redes de água, de incêndio e redes de gás residencial ou industrial possuem sérios problemas de segurança, devido a ocorrência de corrosão, interferências elétricas e interferências eletromagnéticas (Gomes, 2017). Tais processos corrosivos, no solo, podem causar sérios problemas às pessoas e ao meio ambiente.
Dentre os metais mais nobres para tubulações, encontram-se o aço carbono e galvanizado, muito utilizados hoje em diversas situações de engenharia. A fim de garantir uma vida de serviço longa a essas tubulações, a BETUMAT, empresa do grupo Viapol, desenvolveu um sistema anticorrosivo para tubulações enterradas, normatizado pela Petrobrás N2238 Revisão C e AWWA C214.
A Betufita Preta é uma fita anticorrosiva utilizada no revestimento externo de tubulações com sistema de dupla camada. Com grande aderência a superfícies metálicas, flexibilidade, resistência a ácidos e álcalis, o produto possui alta resistência dielétrica, resistência a fungos, bactérias além de resistência química em meios de pH constante de 4,00 a 10,00, garantindo proteção e aumento significativo na vida útil das tubulações.

Voltar